13/05/11

Politicamente Correto…

Autor: Will Farias
Categoria: L7
16 comentários

“Tinha um asiático deformado pelo desastre nuclear, metade do que sobrou de um judeu depois do holocausto, um católico ortodoxo e seus 32 filhos gerados pelo repúdio de um sistema de controle de natalidade, um americano entalado na porta do fast food, um tradicional traficante colombiano, um muçulmano psicótico, um portador de síndrome de Down, um africano que topou participar dessa piada em troca de restos de comida do lixo e um brasileiro…”

Uau, realmente uma turminha da pesada aprontando altas confusões…

O negócio é o seguinte. Nos últimos meses, a internet e a sociedade de um modo geral, foi tomada por uma nação de defensores dos bons costumes.

Sim senhoras e senhores. É interessante saber que hoje em dia você já pode viver sua vida tranquilamente (na favela onde eu nasci) sabendo que existem bravos leões de chácara aptos a defender a moral e a ética. Pessoas mentalmente equilibradas que conseguem entender a diferença entre piada e ofensa.

Sempre vi a comédia com bons olhos (não tão bom assim, uso óculos). E de tanto ver, ouvir, ler e até (tentar) escrever, aprendi que uma piada é basicamente uma tentativa de mostrar para certo número de pessoas o “ei, olha como você é idiota por rir disso”.

Quando Deus criou o homem, ele pensou: “Se fosse pra eu criar coisinhas legais… Eu cuidava de um bichinho virtual… O homem vai ser foda porque ele vai querer sempre estar acima do seu semelhante… Vai ser loko”. É um sentimento natural, instintivo até.

Disputamos melhores empregos, melhores relacionamentos, melhores salários, melhor lugar no ônibus, melhores ofertas no Peixe Urbano. E essa sensação de estar um degrau acima, de eterna comparação… É o que move a sociedade.

Eu ganho mais que você, faço mais sexo que você, sou mais rico que você, mais alto que você, mais inteligente…

A piada é o meio sádico pelo qual todo mundo demonstra isso. Fazer ou rir de uma piada é: Aceitar, entender e admitir que é prazeroso estar em uma posição de vantagem.

Afinal de contas, por que rimos das Vídeo Cassetadas? Porque não somos nós que estamos na TV se estrepando todo. Por que piada de loira é engraçada? Por que você é moreno. Por que piadas de judeus e holocausto são engraçadas? Por que eu sou burro e tenho que dar risada pra fingir que eu entendi a referência… =/

Dizer “não, você não pode fazer piada de uma coisa dessas” é negar a própria natureza humana. Ora, porque não? Admitir seus preconceitos é algo que deve ser punido?

A piada é como aquele ortopedista imbecil que coloca a mão onde tá quebrado e pergunta: Doeu?… O que muita gente tem custado a entender é que a piada existe porque o preconceito existe. E não o contrário.

Eu sou Will Farias, falando diretamente do lugar onde são tomadas as decisões importantes para o futuro da humanidade, a internet.

Escrevi o texto só pra poder usar esse .Gif do Mr. Bean…

16 Comentários

  • Bruno FV

    em 13/5/2011 às 21:00 #1

    Will Farias, já lhe disse que gostaria de chupar seu penes?

  • Bruno

    em 13/5/2011 às 21:15 #2

    Cara, que legal esse post! Muito bacana falar sério de coisas engraçadas.

  • Dridinha

    em 15/5/2011 às 16:32 #3

    Quando Deus criou o homem, ele pensou: “Se fosse pra eu criar coisinhas legais… Eu cuidava de um bichinho virtual… O homem vai ser foda porque ele vai querer sempre estar acima do seu semelhante… Vai ser loko”. essa foi a melhor ;)

    mas realmente muito bom o post, e você não tenta, escreve de verdade e muito melhor que varios caras famosos ;)

  • nicolly

    em 17/5/2011 às 21:01 #4

    ACHEI MUIITOOO BOOOOOOOOM! ESSE COMEÇO ME DEU UMA IDEIA MUIITO BOA SOBRE ESSE TEMINHA INFERNAL QUE É ‘POLITICAMENTE CORRETO’ … O QUE GEROU UMA NOTA ALTÍSSIMAAAAAAAAAAAAAAAAAAA NA MINHA REDAÇÃO! VALEU CARA !

  • Aquele Cara

    em 18/5/2011 às 13:49 #5

    Essa gif do Mr. Bean faria qualquer coisa que você escrevesse valer a pena. :P
    ——————
    http://www.dupla-cara.blogspot.com

  • Links da Semana | OLOLCO!

    em 20/5/2011 às 14:10 #6

    [...] Politicamente correto [...]

  • Theilor

    em 5/6/2011 às 17:59 #7

    Realmente, as piadas racistas e preconceituosas são as melhores.

  • tibartz

    em 8/6/2011 às 15:47 #8

    Eu mesmo já entrei em alguns “debates” (digamos assim) sobre o assunto. O meu ponto é mais ou menos igual ao seu. Essa reaçãozinha das pessoas em tentar igualar um humorista que faz humor negro com um criminoso assassino é o cúmulo da desonestidade. Como você pode ser preso por querer fazer algumas pessoas rirem? Quer saber o que eu acho do assunto? Dá uma lida em tudo o que eu escrevi lá no site da VEJA (com o nick de Tiago Bartz):
    http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/politica-cia/energumeno-que-se-diz-humorista-e-que-zombou-do-holocausto-deveria-ir-para-a-cadeia/

    (Ah, e antes que alguém pergunte, não é só a VEJA que desceu o cacete no Danilo Gentili. Acho que praticamente toda a imprensa nacional o fez)

    Enfim, parabéns pela iniciativa de defender o humor. Quase ninguém tem coragem. Todo mundo aderiu ao politicamente correto, com medinho da patrulha. Um dia será proibido rir no Brasil. Você resumiu tudo perfeitamente na seguinte frase: “O que muita gente tem custado a entender é que a piada existe porque o preconceito existe. E não o contrário”.

  • Lagarto

    em 17/6/2011 às 01:20 #9

    Mano, gostei da ultima parte do texto em que você diz “a piada existe porque o preconceito existe.” E a partir dela quero fazer duas observações. A primeira é: Admitir que o preconceito existe é um grande passo para a mudança, porém apenas o primeiro. Acredito que só admitir que ele existe é uma tentativa de nos desresponsabilizar e como você mesmo disse você está “falando diretamente do lugar onde são tomadas as decisões importantes para o futuro da humanidade, a internet.” O que leva a minha segunda observação. Ao contrário do que você deu a entender no seu texto, alguns hábitos sociais não são simplesmente “naturais” ao ser humano, eles são socialmente aprendidos e repassados através da convivencia da imitação e entre outras coisas através do humor. “Para rir de um fato é necessário re/conhecer (rever, tornar a conhecer) o fato como parte de um valor humano – os homens comuns – a tal ponto que ele deixa de ser mitológico, ameaçador e passa a ser banal, corriqueiro, usual e pode-se portanto rir dele.” (wikipedia), outro recurso muito utilizado na comédia é o timming e a surpresa. As piadas de humor perverso são engraçadas porque elas falam de algo distante a nós se contada com timming elas nos surpreendem e provocam o riso. Mas ao ser contadas elas nos repassam valores e até mesmo preconceitos, banalizam violências que deixam de ser ameaçadores, passando a ser parte de nossos valores e reproduzindo uma visão conservadora/preconceituosa do mundo. E faze-las num ambiente tão vasto como a internet pode só contribuir para um mundo assim. Não rir de piadas sobre o Holocausto, estupro, deficiência, etc. não é falta de senso de humor, ou defensor da moral e dos bons costumes, é exatamente por ser contrário aos costumes que estão postos que não ignoro as verdades dolorosas nesses fatos e não quero que eles sejam banalizados, quero que eles possam ser lembrado como forma de podermos ver o que o ser humano dotado de “poder” e “superioridade” pode fazer com as outras minorias, o que pode ser bem mais doloroso que uma piada, mas pode ter começado com uma.

    Abraços fraternos :)

    ps.: Mas acho válido você refletir sobre o fato. Acho legal o reconhecimento que exista preconceito, mas não podemos parar por aí. Usemos o humos como contestação vide Chris Rock, George Carlin, Wanda Sykes entre vários e várias outras…

    ps2.: desculpe por um texto tão grande

  • Ane

    em 14/7/2011 às 11:51 #10

    Piada existe porque existe preconceito. Concordo. Vamos acabar com o preconceito, começando pela forma “socialmente aceita” que são as piadas?

  • wakko1

    em 4/9/2011 às 19:01 #11

    Porra mano, todo mundo é igual, piadas boas são aquelas que zoam quem é menos igual.

    Morram com a seguinte genialidade
    http://www.youtube.com/watch?v=cKaX3CE16UI

  • Alyson Vilela

    em 11/9/2011 às 10:55 #12

    “Por que eu sou burro e tenho que dar risada pra fingir que eu entendi a referência… =/” hahaha eu ri disso! Muito bom texto. Admitir seus preconceitos e que quer estar acima dos outros… gostei dessa observação. Eu tenho um texto sobre isso, caso queira dar uma lida: http://www.standupcomedy.com.br/politicamente-correto/

  • Eduardo

    em 4/10/2011 às 17:21 #13

    Will Farias, acho que este é um dos melhores texto que já li sobre o assunto e talvés, também seja o primeiro. rsrsr. Falando sério: Vc foi muito bem no raciocínio, penso dá mesma forma. Parabéns.

  • Marlua

    em 2/12/2011 às 15:46 #14

    Will… Sua visão de mundo é espetacular… e é espetacular porque você aceita ser um humano… “é assim que é e ponto”… não podemos fugir do que somos, é um cacete isso, mas foi para isso que fomos criados, para tentarmos ser espertos sabendo que somos completos imbecis…

  • Jeanne

    em 13/2/2012 às 03:00 #15

    Will, o politicamente correto é uma grande hipocrisia. Somos imperfeitos… sempre seremos. O politicamente correto é uma mentira. Simplesmente não podemos dizer o que pensamos de verdade.

  • Bruno

    em 30/4/2012 às 11:29 #16

    Cara, adoro piadas de todo tipo e nunca vou me sentir no direito de criticar uma piada que de certa forma denigre uma caracteristica fisica ou psicologica minha,
    - por que quando é com os outros não consigo me segurar -, mas o que me assusta não é que as pessoas assumam seus preconceitos e sim que tenam orgulho disso. Vivemos em uma sociedade e o odio velado deve ser evitado para que as coisas sigam em harmonia. Quando vejo nazistas fazendo piadas de negros e judeus, quando vejo homofobicos declarados fazendo piadas de gays e etc…, confesso que fico com medo por que o que era para ser uma brincadeira inocente acaba servindo de conbustivel para outras atitudes. Infelizmentes nossas ruas não são seguras o suficiente e nossos adultos não são maduros o suficiente para administrar o preconceito, então como sociedade precisamos impor alguns limites, o desafio é não anular direitos.

Deixe o seu Comentário

  • obrigatório
  • obrigatório | não será divulgado
    define o seu gravatar
  • opicional | sujeito a filtro


Divulgue

Palavra cida
<a href=
"http://palavraacida.com/">
<img src=
"http://palavraacida
.com/banner.png" alt="Palavra Ácida" title="Palavra Ácida" />
</a>
2010 - palavraacida.com

design: André Pacheco

design: WordPress

gráficos: Glyphish, Demo Design